07
Sep

Se não ofende a ninguém, que mal tem?

Oi gente, tudo bem?

Ser mãe não é tarefa fácil. Além de enfrentarmos a cobrança da família e da sociedade, ainda temos que enfrentar os julgamentos de outras mães que se acham donas da verdade e metem o bedelho onde não são chamadas.

Semana passada eu estava lendo alguns relatos e comentários a respeito da idade certa para a criança ir para escola e fiquei besta com a quantidade de absurdos que li. As pessoas precisam entender que não existe uma cartilha ensinando o passo a passo de como criar um filho, até porque cada criança tem sua própria personalidade e gostos bem definidos. Nós, mães, aprendemos no dia a dia, errando e acertando. O que é bom para os meus filhos pode não ser bom para os seus e vice versa.

Eu tenho dois filhos completamente diferentes um do outro. Meu filho mais velho (hoje com 19 anos) começou a ir para escola ainda muito pequeno e não se adaptou. A diretora mandava bilhetes reclamando do comportamento dele e todos os dias ele dizia que não queria ir para a escola. Então, decidi que ele só voltaria a estudar por volta dos 5-6 anos e assim foi. Gastei um dinheirão com escola, uniforme, ônibus… pra nada! Nem preciso dizer que recebi uma enxurrada de críticas que entraram por um ouvido e saíram pelo outro. Já a minha segunda filha foi para a escola aos 2 anos e se adaptou desde o primeiro dia. Hoje ela está com 3 anos e 2 meses e não perde um dia de aula. O mais engracado e que no dia que fomos fazer a matrícula dela na escola, ela nao queria vir pra casa. A menina ficou encantada com os brinquedos e cores e queria ficar por lá mesmo rsrs.

A Zahrah estuda em uma escola montessori, 3 horas por dia – das 9h às 12h – de segunda a sexta-feira. Enquanto ela está na escola aprendendo e se divertindo, eu estou feliz da vida por ter 15h semanais para meu deleite e bel prazer. Aproveito para meditar na Palavra de Deus, escrever aqui no blog, ler livros que já estão na minha lista a muito tempo, tomar banho demorado com direito a cremes e cuidados especiais, ou ficar de bobeira sem fazer absolutamente nada. Quer coisa melhor que isso? Namm! São 15 horas merecidas e muito bem aproveitadas.

Alguém pode pensar que sou uma desalmada que quer se ver livre da filha. Na verdade eu queria sim, e não vou mentir. Não o dia inteiro, a semana inteira, ou para sempre. Não me entendam mal! Mas, vamos combinar que ter algumas horas semanais para usar e abusar, não faz mal a ninguém, não é mesmo?

Olha so a carinha de felicidade:

school school1

Fotos by Acervo Pessoal


Deixar um comentário

Uma resposta para "Se não ofende a ninguém, que mal tem?"

Adriana Lara
13-09-2016 @ (15:58)

Assino embaixo!! Agora que o Ali tá com 14 anos, eu consigo um pouquinho de tempo pra mim… e muito eu me frustrei por não dar conta de tudo, qdo ele era menor… ainda mais que eu havia morado por mais de 23 anos sozinha em porto alegre.. imagina, tinha todo o tempo do mundo pra mim.. dai vem a luz do meu dia, o meu norte, a minha razão de viver e por isso eu dedico todas a minhas horas pra ele… claro que a gente sente muita falta!! mente quem diz que não!! E como é bom, sim, qdo eles estão na escola e podemos nos cuidar ou cuidar da casa como queremos, com dedicação e carinho!!! bjs querida

Responder


vem me seguir no

@colorindoavidablog

Colorindo a Vida - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017