06
Oct

Se atolar em dívidas ou economizar? Eis a questão…

google

Sabe aquele tipo de pessoa que gasta dinheiro sem se importar com o dia de amanhã? Essa pessoa era eu. Meu lema era esse “Se eu morrer hoje, morro feliz”. Vivi desse jeito por anos a fio e continuo aqui vivinha da Silva e mais lisa que piso molhado no inverno haha.

Comecei a trabalhar cedo. Meu primeiro emprego foi aos 16 anos em um supermercado da pequena cidade onde nasci e cresci. Além de não gostar de trabalhar com o público, era uma função ter que trabalhar e estudar. Lembro que gastei meu primeiro salário em menos de 24 horas. Me arrependi depois, mas gastei tudinho.

Pior do que ser consumista era gastar horrores com coisas que eu não precisava ou não ia usar por muito tempo. Se eu gostasse de um determinado sapato e meu número estivesse em falta, sabe o que eu fazia? Comprava um número maior ou menor que o meu e me lascava. Não preciso nem dizer que alguns sapatos causaram joanetes e outros eu tinha que encher as pontas com algodão senão eles caiam do pé. Eu também me apertava dentro das roupas e depois da primeira lavagem doava para a primeira pessoa que aparecesse na minha frente. Doentio né? O problema é que eu não podia ter dinheiro na carteira ou crédito no cartão que a mão coçava para gastar. Ir no shopping e não comprar nada? Nammm! Eu comprava nem que fosse uma tranqueira qualquer.

Até que fiquei doente entre a vida e a morte. Perdi tudo que havia conquistado até aquele momento. Fiquei no zero, literalmente. Quando sai do hospital (depois de alguns meses) a ficha caiu e, finalmente, consegui entender que tinha vivido uma vida de desperdícios e inutilidades. Não foi nada fácil recomeçar, mas graças a Deus eu consegui.

Depois do casamento e o início de uma nova vida aqui na Irlanda a veia consumista começou a pulsar novamente. Vamos combinar que morar na Europa tem suas facilidades né? Foi aí que meu marido colocou um pouco de juízo na minha cabecinha doida e me fez entender que eu podia ser feliz comprando de forma consciente. Hoje em dia vou nas lojas feito uma mocinha bem comportada, cof… cof. Quando vejo algo que gosto penso logo se vai combinar com as roupas que já tenho, se realmente preciso e, o mais importante, se vou usar. Depois disso respiro fundo e voilà.

Não vou mentir dizendo que me tornei a rainha da economia e tenho uma conta bancária beeem gordinha. De uma coisa tenho certeza, estou quase chegando lá! Antes de sair para as compras eu olho o meu armário para identificar o que preciso comprar. Para isso mantenho meu armário organizado (ou quase kkk). Resisto ao impulso e procuro investir em peças de qualidade que sejam confortáveis e versáteis. Compro peças que combinem com o que já tenho no meu armário. Vou no provador, experimento, verifico o caimento, modelagem e tamanho com muita calma. E, o mais legal disso tudo é que eu parei com aquela mania feia de comprar roupas e sapatos menores ou maiores que o meu tamanho só porque estão na promoção ou porque gostei muito. Também não me atolo mais em dívidas. Antes de ir as compras verifico meu orçamento e só compro aquilo que está dentro das minhas possibilidades.

Pensando bem acho que mereço um cartão de crédito sem limite (com limite ilimitado), né não? #brinks

Foto Google divulgação
26
May

Aprenda a cuidar dos sapatos

Oi gente, tudo bem?

sapato1Você está se preparando para aquela festa incrível. Um evento super importante na sua vida.Você até emagreceu para caber no vestido. Tudo parecia perfeito até que você vai tirar o seu sapato luxuosíssimo do armário, e… Pânico, desespero: ele está mofado, descascado, manchado. Isso é muito triste, mas vocês sabiam que acontece muito? Pois é, toda mulher tem muitos sapatos, mas nem toda mulher tem um closet incrível. Por isso, nós pobres mortais, devemos saber guardá-los e pensar em soluções criativas para que eles durem muito.

Muitas vezes seus sapatos estragam em pouco tempo e quando você vai ver o salto já está todo desgastado. Isso é terrível! Por isso crie o hábito de intercalar os sapatos. Usar o mesmo par por mais de dois dias seguidos pode deformar o solado. Se você não abre mão de ir trabalhar com sapato de salto alto, mas costuma ir a pé ah vida dura essa nossa, passe a usar sapatilhas até chegar a empresa e lá dentro faça a troca. Mas se você não consegue fazer isso e prefere sair de casa toda trabalhada no salto alto, então muito cuidado quando andar sobre calçadas esburacadas e com pedregulhos, pois estragam o solado, o salto e o bico do sapato.

Após fazer uso do sapato, limpe-o com cuidado e deixe-o fora do armário, em local ventilado para arejar. Isso evita a proliferação de fungos. Engraxe e limpe os sapatos de tempos em tempos.
Se você tem sapato de tecido, volta e meia deixe-o fora da caixa para evitar que crie manchas por ficar muito tempo guardado. Limpe as peças de couro com flanela seca, se usar água corre-se o risco de estragar o material. Limpe os tênis com uma escovinha úmida e evite colocá-los diretamente na máquina de lavar roupas porque estraga muito e pode até manchar.

Aposte nos saquinhos de TNT para guardar os seus sapatos, pois eles permitem que o ar entre e seus sapatos possam dar uma arejada. As meninas “prendadas” podem até comprar o TNT em metro e fazer seus próprios saquinhos, pois é prático, lavável e as traças não comem. Você pode também fazer pequenos furinhos nas caixas para que os sapatos para que haja ventilação.
Proteja sapatos com meias antigas, que não servem mais, pois um bom par de meias velhas podem ser usadas para proteger os sapatos, e assim, evitar que sejam riscados.

Evite emprestar seus calçados. Por mais que suas amigas usem o mesmo tamanho que você, a forma do pé e a pisada sao muito diferentes. “Isso pode deformar o sapato a ponto de comprometer sua forma de caminhar”.

Foto by Pinterest
28
Apr

Dicas para organizar seu dia e sua vida

Oi gente, tudo bem?

relogioAcredito que ninguém nasce organizado, mas pode aprender a se organizar no decorrer da vida. Eu mesma nunca fui uma pessoa muito organizada. Na adolescência eu simplesmente amontoava roupas atrás da porta e vivia levando bronca da minha mãe. Engraçado que sou filha de uma mulher mega organizada que sofreu muito com minha desorganização. Tinha dias que minha mãe ficava tão brava que dizia assim: “Você é muito desorganizada menina. Deveria ter nascido homem.” 😀

Depois que casei continuei sendo a mesma pessoa desorganizada. Tudo porque eu não sabia organizar o meu tempo, postergava as tarefas e perdia muito tempo nas redes sociais. Até que um dia decidi dar um basta nessa situação.

Organizar a vida é um processo que exige força de vontade e discipina. Um exercício diário. Fazer um pouco todos dias sem se sobrecarregar querendo fazer tudo em um único dia e acabar frustrada.

Por isso, pare de adiar o que você tem que fazer inventando desculpas esfarradas e mais a obra. Dê uma olhada nas dicas abaixo e comece a se organizar:

1. Compre uma agenda ou baixe um aplicativo no seu celular (eu gosto muito do Evernote)  que a ajude a organizar o seu dia. Na noite anterior anote tudo que você tem que fazer no dia seguinte seja na vida pessoal ou profissional.

2. Ainda na noite anterior aproveite para separar as roupas e acessórios que irá usar no dia seguinte, as roupas que precisa colocar na máquina para lavar, carnes ou peixe para descongelar para o almoço do dia seguinte, limpe a cozinha ou pelo menos lave e guarde a louça para não amanhecer o dia com a pia cheia de louças suja.

3. Administrar bem seu tempo vai ajudá-la a não demorar tanto na realização de cada tarefa. Se você tem dificuldade de terminar as tarefas com rapidez, assim como eu, estipule horários para começar e terminar cada tarefa.

4. Não queira abraçar o mundo com as pernas. Estabeleça metas diárias. Escolha pelo menos 3 tarefas para fazer durante o dia e comece sempre pela que você menos gosta e as demais serão mais fáceis de serem realizadas. Se você conseguir cumprir pelo menos três tarefas diárias já será um bom começo.

5. Desenvolva uma rotina e tenha disciplina para segui-la. Claro que imprevistos aconcetecem. Mas, procure manter a sua rotina para não voltar a ficar sobrecarregada novamente. 

6. Fique longe das distrações que roubam o seu tempo. Estipule horários para usar as redes sociais. E, aproveite seu tempo diante da TV fazendo algo como organizar o menu do dia seguinte, pintar as unhas, organizar papéis e correspondências. 

7. Se exercite, se alimente de forma mais saudável, durma melhor e se cuide. Separe um horário para fazer uma caminhada ou ir a academia, durma pelo menos 7 horas por noite e se alimente nos horários certos de forma saudável. Lembre que se você não estiver bem consigo mesma não tem agenda e nem reza que dê jeito. Por isso, se ame, se cuide e se valorize.

8. No final de cada dia faça uma análise de que como foi o seu dia. Veja se você conseguiu cumprir as tarefas que estavam na sua agenda ou se ainda ficaram algumas por fazer. Volte a planejar o dia seguinte sendo realista com sua capacidade de fazer as coisas sem ficar sobrecarregar.

9. Não esqueça de dar atenção a sua família, amigos e pessoas queridas. Se você for casada separe tempo de qualidade com seu marido e seus filhos. Se for solteira passe um tempo com seus pais e seus irmãos. Fique atenta as necessidades daqueles que a cercam. Veja se tem uma amiga precisando de ajuda e separe um tempinho para que ela possa conversar e desabafar. Nós não vivemos em uma ilha isolados das pessoas. Precisamos cuidar das pessoas que nós amam.

10. E, o mais importante de tudo comece seu dia na presença de Deus. Faça uma oração matinal agradecendo por todas as dádivas que Ele tem dado a você e peça forças e sabedoria para enfrentar mais um dia. Ore o Pai nosso, leia e medite em um versículo ou em uma passagem bíblica e coloque Deus a frente de tudo. E, à noite faça uma oração agradecendo pelo seu dia e por todos os livramentos que Deus lhe deu naquele dia. Conte para Deus como foi o seu dia e busque a Sua santa presença. Coloque Deus em primeiro lugar e Ele cuidará do resto. 

PS: Me perdoem pelo texto enorme, mas esse post precisava ser mais detalhado. 

vem me seguir no

@colorindoavidablog

Colorindo a Vida - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017